ganhe dinheiro rapido e facil cadastre se e saiba mais

Bem Vindos

Sejam Bem vindos ao Legionario do rock fiquem a vontade para baixar seus arquivos e fazer seus pedidos , ajude nosso blog a continuar clicando em nossas propagandas e cadastrando seus celulares quando fizerem os downloaads um super abraço

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Essa e Muito Boa

> > BARRIGA É BARRIGA...
> > Arnaldo Jabour
> >
> > Barriga é barriga, peito é peito e tudo o mais. Confesso que tive
> > agradável surpresa ao ver Chico Anísio no programa do Jô, dizendo que o
> > exercício físico é o primeiro passo para a morte. Depois de chamar a
> > atenção para o fato de que raramente se conhece um atleta que tenha
> > chegado aos 80 anos e citar personalidades longevas que nunca fizeram
> > ginástica ou exercício - entre elas o jurista e jornalista Barbosa Lima
> > Sobrinho - mas chegou à idade centenária, o humorista arrematou com um
> > exemplo da fauna:
> >
> > A tartaruga com toda aquela lerdeza, vive 300 anos. Você conhece algum
> > coelho que tenha vivido 15 anos?
> >
> > Gostaria de contribuir com outro exemplo, o de Dorival Caymmi. O
> > letrista, compositor e intérprete baiano era conhecido como pai da
> > preguiça. Passava 4/5 do dia deitado numa rede, bebendo, fumando e
> > mastigando. Autêntico marcha-lenta, levava 10 segundos para percorrer um
> > espaço de três metros. Pois, mesmo assim, e sem jamais ter feito
> > exercício físico, viveu 90 anos.
> >
> > Conclusão: Esteira, caminhada, aeróbica, musculação, academia?... Sai
> > dessa enquanto você ainda tem saúde!
> >
> > E viva o sedentarismo ocioso!!! Não fique chateado se você passar a vida
> > inteira gordo. Você terá toda a eternidade para ser só osso!!!
> > Então: NÃO FAÇA MAIS DIETA!!! Afinal, a baleia bebe só água, só come
> > peixe, faz natação o dia inteiro, e é GORDA!!! O elefante só come
> > verduras e é GORDOOOOOOOOO!!!
> >
> > VIVA A BATATA FRITA E O CHOPP!!!
> > Você, menina bonita, tem pneus? Lógico, todo avião tem!
> > E nunca se esqueçam: 'Se caminhar fosse saudável, o carteiro seria
> > imortal.´
> >
> > E lembrem-se sempre: Celulite quer dizer - EU SOU GOSTOSA!
> > Em braile!

sábado, 15 de maio de 2010

PLaybac De metal Contras as nuvens em wma

Dvd Show Dire Straits Alchemy LIve






Alchemy - Dire Straits Live relançamento

17 março de 2010

Universal Music anunciou os detalhes do Alchemy - Dire Straits Live re-lançamento. O re-lançamento incluirá três versões: DVD (cat. nbr.0602527336305), Blu-ray (cat. nbr.0602527336312) e DVD + 2 CD edição de luxo (cat. NBR. 0602527336299). A data de lançamento: maio 03-07, 2010.

Anteriormente, a Alchemy - Live Dire Straits álbum (gravado ao vivo no Hammersmith Odeon em Londres) foi lançado em LP e CD em 1983, e em VHS em 1984. Agora, a imagem eo som foram remasterizados digitalmente em alta definição (DVD e Blu-Ray) e som surround 5.1 (DTS e DTS-HD Master ). As fitas originais foram remixadas por Mark's co-piloto Chuck Ainlay.

Para mais informações consulte o Alchemy - Dire Straits página Live. Por favor note, como de costume, que todos os detalhes e data de lançamento não está confirmado pelo oficial Mark Knopfler Management ainda.

Blu-Ray edição

Artista (s): Dire Straits
Formato: Blu-Ray (BD50)
Data de lançamento: 03 de maio de 2010
Gravadora: Universal Music
Catálogo: 0602527336312
imagem: 1080p HD [24p Frame Rate] 
Som: PCM estéreo e DTS HD Master 5.1 Surround Sound 
tempo de execução: 2 horas e 50 minutos
Notas: Gravado ao vivo no Hammersmith Odeon em Londres em 22 de julho e 23 de 1983.

1.Once Upon a Time no Ocidente
2.Expresso Love
3.Romeo & Juliet
4.Private Investigações
5 . Sultans of Swing
6.Two Young Lovers
7.Tunnel de Amor
8.Telegraph Road
Rock 9.Solid
10.Going Home - Theme from "Local Hero"

Bonus (79 min) - TV Live Performances 

Cd Mp3 Biquine Cavadão ZE 1989

Cd Mp3 Biquine Cavadao A Era Da INcerteza 1987

Cd Mp3 Biquine Cavadao Cidade Em torrents 1986


Não deixe de conferir este álbum excepcional do Biquini Cavadão, intituladoCidades em Torrente. São 14 faixas, incluindo “A Grade Surda”, “Cadela Pornográfica”, “Inseguro de Vida” e “Teu Barato”, alguns dos destaques. Uma ótima escolha!

Cd Mp3 Pink Floyd Obscured By clouds



Faixas:
1 Obscured by Clouds [Instrumental] - 3:05 (Pink Floyd)  
2 When You're In - 2:31 (Pink Floyd)  
3 Burning Bridges - 3:30 (Pink Floyd)  
4 The Gold It's in The... - 3:08 (Pink Floyd)  
5 Wot's...Uh the Deal - 5:09 (Pink Floyd)  
6 Mudmen [Instrumental] - 4:18 (Pink Floyd)  
7 Childhood's End - 4:33 (Pink Floyd)  
8 Free Four - 4:16 (Pink Floyd)  
9 Stay - 4:07 (Pink Floyd)  
10 Absolutely Curtains [Instrumental] - 5:51 (Pink Floyd) 
   
 

Cd MP3 pink Floyd The Wall 1979





Remasterizados digitalmente por Doug Sax (The Mastering Lab, Los Angeles, Califórnia).

THE WALL foi 'coroação realização Roger Waters no Pink Floyd. Ele documentou a ascensão ea queda de uma estrela de rock (o nome Pink Floyd), com base em experiências próprias "Waters e as tendências que ele tinha observado em pessoas ao seu redor. Até agora, o baixista tinha um controle firme sobre a direção do grupo, trabalhando principalmente ao lado de David Gilmour e trazendo o produtor Bob Ezrin como um colaborador externo. O baterista Nick Mason foi mal envolvidos, enquanto o tecladista Rick Wright parecia estar completamente fora de cogitação. Ainda assim, a parede era um imenso, caso poderoso, apresentando 26 canções com vocais - quase tantos como todos os Floyd álbuns anteriores combinados.

A história gira em torno do imaginário do Pink Floyd, o isolamento por trás de um muro psicológico. O muro cresce à medida que várias partes de sua vida sair de controle, e ele fica incapaz de lidar com suas neuroses. O álbum abre, acolhendo o ouvinte involuntário para o show Floyd ("In the Flesh?"), Então se volta para as memórias da infância do pai de sua morte na Segunda Guerra Mundial ("Another Brick na parede [Parte 1]"), sua mãe superproteção ("Mother"), e seu fascínio com medo e do sexo ("Young Lust"). Até o momento "Goodbye Cruel World" fecha o disco em primeiro lugar, a parede é construída e Pink está preso no meio de um colapso mental.

No disco 2, o acústico phrasings gentil de "Tem Alguém Aí?" e as orquestrações cadenciado de "Nobody Home" reforçar o sentimento de isolamento Floyd. Quando sua gravadora usa drogas para convencê-lo a executar ("Comfortably Numb"), sua personalidade no palco é transformado em um homofóbico, o racista fascista ("In the Flesh"). Em "The Trial", ele julga a si mesmo mentalmente, eo muro desabar.

Este álbum foi um conceito ambicioso, a placa quebra-transversalmente, no topo da parada de álbuns da Billboard por 15 semanas em 1980. O single "Another Brick In The Wall (Part 2)" foi o best-seller do país durante quatro semanas. THE WALL gerou um espetáculo elaborado (tão elaborado, na verdade, que a banda foi capaz de levá-la a apenas algumas cidades) e um longa-metragem. Também marcou a última vez que Waters e Gilmour iriam trabalhar juntos como parceiros iguais.

Gravado no Superbear Studios, Miravel, França;'s Workshop Produtor, Los Angeles, Califórnia; CBS Studios, New York, New York entre abril e novembro de 1979.

Produção: Bob Ezrin, David Gilmour, Roger Waters.

Pessoal: David Gilmour, Roger Waters (vocal e guitarra), Richard Wright (voz, teclados); Islington Green School (voz, vocal de apoio), Jeff Porcaro, Nick Mason (bateria), Jon Joyce , John Joyce, Stan Farber, Toni Tennille, Joe Chemay, Bruce Johnston (vocal de apoio).

Remasterer Audio: James Guthrie.

Recording informações: CBS, NY (04/1979-11/1979); Hiperbear, França (04/1979- 11/1979); Producers Workshop, Los Angeles, CA (04/1979-11/1979).

Desconhecido Colaborador Papel: Richard Wright.

Pink Floyd: David Gilmour (voz, guitarra), Richard Wright (voz, teclados), Roger Waters (vocais, baixo), Nick Mason (bateria).

adicionais de pessoal: Bruce Johnston, Toni Tenille, Joe Chemay, John Joyce, Stan Farber, Jim Haas, Islington Green School (backing vocals).

Rolling Stone (12/11/03, p.116) - Ranked # 87 em Stone "Rolling 500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos" - "... Hypnotic na sua indulgência .... estrelas arrogância Rock nunca foi tão eletrizante ..."
Q (03/01 , p.64) - Incluído na Q Magazine's "100 Greatest Albums Ever"
CMJ (1/6/03, p.12) - Incluído na lista do CMJ do "College Radio Top 25 Albums of All" Time
CMJ (05/01 / 04, p.6) - Classificada em # 1 no Top 20 do CMJ "jogado álbuns mais de 1980".






Cd Mp3 Emerson Nogueira Versao Acustica vol 02

Cd mp3 As melhores pegadinhas do Mução vol 3

Cd mp3 As melhores pegadinhas do Mução vol 2

Versao orginal da musica hoje a noite nao tem luar em mp3

cd mp3 Pink Floyd Master of Rock vol 2

Pink Floyd & Collectors informações Descrição:Este álbum do Pink Floyd contém a difícil encontrar faixas: "Arnold Layne", "Candy, e uma tiragem atual", "Maçãs e Laranjas", "Paint Box", "Julia Dream" e "See Emily Play"
Os produtores deste Álbum omitiu mencionar "Syd Barrett" como um dos membros da banda Floyd Pink
Gênero musical:Psych Acid Music Prog Rock
 
Album
informação Produção:
Notas de encarte em Inglês incluem Pink Floyd discografia e biografia
Gravadora:Colheita EMI 3C 054 04299
 
Record Format12 "Full-Length Vinil LP Gramophone Record
peso Album: grama xxx
Ano & Country1974 Made in Italy 



    Músicas de: Pink Floyd - Masters of Rock

    A Canção / faixas de "Pink Floyd - Masters of Rock" são
      Side One:
    1. Capítulo 24
    2. Mathilda Mother
    3. Arnold Layne
    4. Candy Run Anda atual
    5. O Espantalho
    Lado dois:
  1. Maçãs e Laranjas
  2. Seria tão bom
  3. Paint Box
  4. Julia Dream
  5. See Emily Play

Os membros da banda e músicos: Pink Floyd - Masters of Rock

    Pink Floyd Band / Músicos
  • David Gilmour - guitarra, vocais
  • Nick Mason - bateria
  • Richard Wright - teclado, vocal
  • Roger Waters
  • Syd Barrett (que não figura na capa)

cd mp3 Pink Floyd Master of Rock vol 1


Boxset/Compilation, released in 1974

Songs / Tracks Listing

1. Chapter 24 (3:36)
2. Mathilda Mother (3:03)
3. Arnold Layne (2:51)
4. Candy And A Current Bun (2:38)
5. The Scarecrow (2:07)
6. Apples and oranges (3:01)
7. It would be so nice (3:39)
8. Paint box (3:27)
9. Julia dream (2:28)
10. See Emily Play (2:50)

Total Time 29:40

Cd Mp3 Pink Floyd Medie 1971


terça-feira, 11 de maio de 2010

dvd Ponto Equilibrio 2008 ao vivo



1.Intro


2.Jah Jah Me Leve

3.Velho Amigo

4.Poder da Palavra (versão inglês)

5.Eu vejo

6.Ponto de Equilíbrio

7.Monte Sião (versão inglês)

8.Soul Rebel

9.O inimigo

10.Abre a Janela (versão inglês)

11.Eu

12.Árvore do Reggae
 
Tamanho: 364 mb




Formato: AVI



Servidor: Megaupload

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Especial Legiao Urbana Camera MAnchete parte 1

Especial Dvd Legiao Urbana Camera MAnchete parte 2

bootleg Legiao urbana ao vivo em Santo Andre SP cd 02

bootleg Legiao urbana ao vivo em Santo Andre SP cd 01

Bootleg audio do show do parque antartid 1990 versao especial

Legiao urbana no ginasio do mineiro BH 1990 show da confusao

sábado, 8 de maio de 2010

Cd Mp3 Pink Floyd Atom Heart mother

Cd Mp3 Pink Floy Ummagumma 1969

Audio Renato Russo e Paula toller Cantando Brasil em Homenagem a Cazuza

Cd Mp3 Pink floy More 1969

Cd Mp3 Emerson Nogueira Versao Acustica vol 01

Video Rarissimo da legiao urbana no inicio de sua carreira compacto de remo da lagoa

Download Pink Floyd – A Saucerful Of Secrets (1968) MP3

Dado e bonfa no programa pop rock cafe 1997 Mp3

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Dvd Ponto de Equilibrio Expresso Brsil

1. Stop That Train – Tchagas


2. Jamming – Motivo de Chacota

3. Lively Up Yourself – Leões de Israel

4. Alma Rebelde (Soul Rebel) – Ponto de Equilíbrio

5. Zion Train – Jah Live

6. I Shot the Sheriff – Jah Bold

7. Don´t Rock My Boat – Mato Seco

8. Caution – Trilhas e Raizes

9. Sine Calmon – Guerra (War)

10. Levante e Lute (Get Up Stand Up) – Samuel Lila

11. Exodus – Noção Rasta

12. Eu Não Sei Viver (Waiting in Vain) – Moziah

13. Selva de Pedra (Concrete Jungle) – Jahzz

14. Quero e Não Me Acho – Mindú Saion e Usina Reggae

15. Dread Locks – Grand Master Duda

16. Tribute a Jamaica – Salvação

17. Rei do Reggae – Rasta Voice



Tamanho: 450 Mb

Resolução: 352×240

Frame Rate: 29

Formato: Tv-Rip

Qualidade de Audio: 9

Qualidade de Vídeo: 9

Codec do Vídeo: Mpeg

Codec do Áudio: Lame Mp3

Idioma: Português

DVD Apha Bond

Bootlegs Legiao urbana ao vivo na sala villa lobos em DF 1986

Elétrico<








Assim como o Sex Pistols está para o punk inglês, o Aborto elétrico está para o punk brasiliense.



O Aborto Elétrico surgiu em 78, mas só foi fazer os primeiros ensaios no início do ano seguinte. A idéia de formar o Aborto Elétrico surgiu da cabeça de três pessoas que, praticamente, começaram essa história toda (de Turma de Brasília). Ainda mais com Andre Pretórius, um dos mais respeitados da Turma, fazendo parte dela. Por isso tudo, antes mesmo de existir na prática, a banda já era respeitada. A princípio, não havia letras. Aos poucos, Renato (Russo) e Fê (Lemos) começaram a escrever. Assim surgiram músicas como “Que País é Este?”, ”Conexão Amazônica”, ”Veraneio Vascaína”, ”Música Urbana”, ”Química”, “Tédio (Com o T bem Grande Pra Você)”, e outras menos conhecida.



Nessa época, Renato Russo já era dono de uma personalidade forte. Fê também tinha a sua e isso culminou em algumas brigas que desgastaram o relacionamento entre os dois. Assim, Renato saiu da banda. Mas ela continuou a tocar. Fê, Flávio e Iko fizeram alguns ensaios, dividindo os vocais e até compondo novas músicas.







Fê – Teve uma festa, no começo de 78, na qual eu conheci o Renato. Foi uma festa numa superquadra. Eu fui com o Toninho Maya. A partir dessa festa, o Renato começou a freqüentar a Colina. Eu ia muito à casa dele. Aí, no segundo semestre, montamos o Aborto. Apesar da banda já existir, não tocávamos porque minha bateria só chegou no Brasil no fim de 78.



O engraçado é que antes de montar o Aborto Elétrico eu, Andre Pretórius e Renato nos conhecíamos, mas não sabíamos que os três se conheciam um ao outro. Foi no dia em que descobrimos isso que o Aborto começou. Foi numa reunião que decidimos o nome. Eu gostava muito de uma banda chamada Eletric Flag, então sugeri que o nome fosse Tijolo Elétrico. Eles me olharam feio, com cara de reprovação, e o Pretórius, na hora, falou:”Não, vai se chamar Aborto Elétrico”. (Segundo uma lenda corrente em Brasília, a polícia utilizou cassetetes elétricos numa das invasões da UNB (Universidade de brasília), que chegaram a ser usados contra grávidas.) Olhamos um para cara do outro e aprovamos. Os primeiros ensaios rolaram na Colina, no bloco A, apartamento 33. Esses ensaios eram freqüentados pelo Geraldo, Loro e Gutje, que depois formaram a Blitx 64. Foi em 79 que começamos a tocar.



O primeiro show do Aborto Elétrico foi em 11 de janeiro de 1980, no Só Cana, que ficava no Gilberto Salomão. O repertório tinha umas seis ou sete músicas e tivemos que repeti-las. Foi todo instrumental, porque ninguém cantava. Nesse dia, eu estava com muito frio e toquei com um agasalho. O show foi muito bom, e por isso íamos tocar no dia seguinte também. Mas eu acordei mal, com febre e catapora. Não pude ir. o Pretórius ficou frustrado. Depois desse show, ele foi pra África servir no exército. Aí, eu e o Renato ficamos procurando um guitarrista. Chegamos a tocar umas duas vezes com um cara, mas não deu certo.



No Natal de 80, o Pretórius voltou à Brasília pra ficar com a família. Aí nós fizemos um show. Depois disso, ele ainda voltou mais uma vez, no Natal seguinte, na mesma época em que fizemos “Música Urbana”.



No fim de 81, já tinha a Plebe Rude. Eles estavam indo superbem. teve um show no setor de clubes Norte. O Pretórius foi ao show. Como fora do país já estava começando a surgir o pós-punk com o PIL, Gang of Four, B-52’s, Pretenders, e todo movimento New Wave, ele nos criticou por estarmos estagnados naquele estilo (o punk).







Flávio – Nunca vi um show do Aborto com o Andre Pretórius. vi alguns ensaios. Lembro de um que rolou no auditório da Cultura Inglesa. Inclusive, eu levei um gravador para registrar, mas ele era 110V e a tomada, 220V, e o gravador pifou.



Um pouco antes do Pretórious ir embora, teve um ensaio lá no nosso apartamento na Colina. Eles estavam tocando “Now I Wanna Sniff Some Glue”, dos Ramones, e o Renato não conseguia tocar e cantar ao mesmo tempo. Então, ele me passou os acordes, que eram apenas dois, e eu fiquei tocando pra ele cantar. Até então nunca tinha tocado baixo. Depois disso o Pretórius foi embora e eles tentaram arrumar um guitarrista novo, mas não encontraram a pessoa certa. Até que um dia o Renato perguntou pra mim se eu queria tocar baixo, e eu topei. Fui a casa dele e ele me passou as músicas.







Helena – No show do Aborto, no Cruzeiro, o Fê jogou uma baqueta no Renato. Aí, ele parou de cantar e acabou o show. Depois disso, o Renato saiu da banda.







Iko – O Aborto já tinha, talvez, um ano de existência quando eu vi um show pela primeira vez. Achei bem legal, mas eu gostava de outro tipo de música, como Deep Purple e Led Zeppelin. Foi o Aborto que me mostrou The Clash, Damned, 999. Eu sabia tocar violão. Minha formação era violão clássico e eu estava começando a tocar guitarra. Antes de entrar pra banda, eu fazia um duo acústico com o Renato. Tocávamos só em casa. Depois ele me convidou pra fazer parte da banda.







Fê – A Inês foi minha primeira namorada e, por isso, o meu contato com o Renato foi esfriando. Então começou um período de saco cheio na banda. Foi aí que eu comecei a ter outros interesses. Até então, eu e o Renato éramos unha e carne.Eu era mais novo do que ele, e a cabeça dele já estava anos-luz à frente de qualquer outra. Brigamos durante o show no Cruzeiro, que foi no dia da morte de John Lennon. O Renato estava um pouco sentido com isso e eu tive um certo ciúme pelo fato dele não estar cem por cento concentrado no show. Fomos tocar num clima ruim. Aí, no meio da apresentação, quando estávamos tocando “Veraneio Vascaína”, o Renato errou e eu, impulsivamente, joguei uma baqueta nele que acertou seu rosto. Tocamos mais uma música e ele sumiu. Quando fui procurá-lo, me disseram que ele tinha ido embora, aí me toquei da minha atitude. Fui atrás dele e ele me falou que a banda tinha acabado. Pedi mil desculpas, implorei e ele voltou atrás. Mas não durou muito.



O Aborto fez um show antológico na sala Funarte conseguimos fazer através da Fundação Cultural, no final de 81. Esse show com o Iko Ouro-Preto. Ele entrou na banda em meados de 81. Logo depois, no início de 82, o Renato saiu, mas eu, Flávio e Iko demos continuidade à banda. Isso quase ninguém lembra. ainda tivemos uns dois meses de ensaio. Foi aí que comecei a escrever. Chegamos a marcar um show na faculdade de Educação Física da UnB. Tinha uma estrutura legal, com palco e tudo mais. Nesse show, tocou o Dado e o Reino Animal e a Plebe Rude, que era a principal atração. Na hora do Aborto elétrico tocar, o Iko sumiu, desapareceu. Eu entrei em desespero e fui procurar o Renato, que estava lá. Mas, essa época, não nos falávamos muito, e pedi pra ele tocar, por causa da galera que estava esperando. Ele olhou pra minha cara, viu a galera topou. O show foi animal, tinha muita gente. O Renato tocou guitarra e cantou. Algumas pessoas já conheciam músicas como “Que País é Este?”, “Tédio”, “Veraneio Vascaína”, e cantavam junto. Foi do caralho. Depois desse show, a banda realmente acabou.







Flávio – Na verdade, o Iko não amarelou, ele simplesmente disse que não iria tocar pois estávamos mal ensaiados e ele não estava a fim de passar vergonha.







Iko – Essa história de aversão ao palco é verdadeira. Não me sentia bem, nunca gostei de palco. Depois descobri que prefiro estar por trás da cena. Não é a toa que hoje sou fotógrafo. Eu nem me lembro do motivo pelo qual não toquei no festival da ABO – quando ainda era guitarrista da Legião Urbana - , talvez porque não estava mais a fim de tocar. Aliás, nunca mais toquei, nem sozinho em casa. Minhas guitarras e violões dei ao Dinho e ao Dado.







Bonfá – Eu lembro de quando vi, pela primeira vez, Aborto Elétrico. Foi no Colégio Objetivo, onde eu estudava. Iam tocar Aborto e Blitx 64, mas o pessoal da Blitx foi barrado na porta do colégio. Lembro que, nos shows do Aborto, as cordas da guitarra sempre quebravam e mesmo assim a banda continuava. Podia ter uma corda só que eles não paravam de tocar. Era muito bom. Era muita energia.







Bi – Eu fui ao show do Aborto Elétrico na sala Funarte. Inclusive, o Iko tocou com uma guitarra que depois ficou com o Herbert.







Pedro Ribeiro – A 104 Sul é praticamente vizinha da 303 Sul, quadra em que o Renato morava. Por isso, ele ia muito nos visitar. Lá tinha uma banda que chamava O Vento, de filhos de diplomata. O Renato ia aos ensaios e nós também. Conhecíamos todo mundo, o víamos lá, mas não éramos amigos. ele era apenas mais um cara assistindo ao ensaio.







Dinho – O Andre Pretórius quase ninguém conhecia. Quando eu cheguei em Brasília, ele tinha acabado de ir embora e todo mundo falava dele como o guitarrista mitológico do Aborto Elétrico. Quando a turma da 104 Sul entrou em contato com a Turma da Colina, o Aborto já tinha dois anos de história.







Manteiga – Lembro do primeiro show do aborto Elétrico, em que o Pretórius perdeu a palheta mais continuou tocando. Quando terminou o show, os dedos dele estavam pingando sangue. Ele rasgou um pedaço da camiseta para enrolar nos dedos.







Dinho – Quando eu namorava a Helena Lemos, via todos os ensaios do Aborto, porque eles ensaiavam na casa do Fê e eu vivia lá. Foi aí que conheci legal o Fê e o Flávio.







Ana Galbinsky – Lembro de um show do Aborto no colégio Marista, com a Chris berrando no vocal.







Ana Rezende – Eu e a Chris chegamos a ensaiar com o Aborto Elétrico. Eu namorava o Flávio e a Chris namorava o Fê, mas foi um namoro rápido. Chegamos a gravar uma música numa fita de ensaio. Escutamos e vimos que era uma merda, não dava para escutar nada.

Cd R E M out of time 1991

Novo Parceiro

Novo Parceiro
o melhor canal de filmes on line

propagandas de cd da legiao

Tv ON line chaves e chapolin

Pesquisar este blog

Followers